Menu

Brazlândia realiza o primeiro encontro da Rede Unid@s

Brazlândia realiza o primeiro encontro da Rede Unid@s
A Rede Unid@s promoveu, na última sexta-feira, 17 de março, o 1º Encontro de Enfrentamento à Violência contra a Mulher.

O evento, coordenado pela promotora de Justiça Thaíse Oliveira Dezen, foi realizado no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Brazlândia e contou com a colaboração de 60 pessoas, entre servidores, promotores de Justiça, policiais civis e militares e representantes das instituições que compõem a rede. Cerca de 300 mulheres foram atendidas durante todo o dia.

No evento, foram prestados serviços como Cadastro Único do Bolsa Família, agendamento para exames preventivos, oficinas, inscrições para o Centro Olímpico e atendimentos da Defensoria Pública, da Delegacia Móvel e do Ônibus da Mulher. O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) prestou serviços de oitiva e orientação, além de atendimento pela Ouvidoria e pela Promotoria de Justiça de Defesa da Filiação (Profide). Também houve sorteio de brindes entre as mulheres participantes.

Para a promotora de Justiça Thaíse Oliveira Dezen, estar presente na comunidade é essencial para conhecer as demandas e divulgar as instituições. “A Rede Unid@s nasceu do sonho de trabalhar em equipe, na certeza de que juntos somos melhores e podemos mais”, afirmou.

Durante o evento, foi realizada mais uma edição do projeto Ouvidoria Itinerante. A iniciativa, que acontece a cada três meses, tem o objetivo de aproximar o MPDFT do cidadão e receber reclamações, denúncias, sugestões, elogios e críticas. Foram nove manifestações e três atendimentos presenciais, além de centenas de informações prestadas ao público.

Saiba mais

A Rede Unid@s é um comitê da Rede Social de Brazlândia composto pela Promotoria de Justiça de Brazlândia; pela promotora de Justiça Thaíse Oliveira Dezen, da Promotoria de Justiça de Ceilândia; pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas); pela Polícia Militar; pela Polícia Civil; pelo Núcleo de Serviço Social do Hospital Regional de Brazlândia; pelo Núcleo de Atendimento à Família e aos Autores de Violência Doméstica; pela Defensoria Pública; e pelo Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Brazlândia.

Veja o que dizem os participantes

“Eventos como este são fundamentais para desenvolver na comunidade de Brazlândia a consciência quanto aos direitos da mulher e o conhecimento da existência de instituições que realizam um trabalho sério e eficaz em sua defesa.” Promotor de Justiça Flávio Henrique de Andrade, da 1ª Promotoria de Justiça Criminal, Especial Criminal e de Defesa da Mulher em Situação de Violência Doméstica ou Familiar de Brazlândia

“A Promotoria está à disposição para o atendimento ao público, em especial das mulheres vítimas de violência. O evento de hoje contribui para a aproximação do MPDFT com a comunidade de Brazlândia.” Promotora de Justiça Lia de Souza Siqueira, da 2ª Promotoria de Justiça Criminal, Especial Criminal e de Defesa da Mulher em Situação de Violência Doméstica ou Familiar de Brazlândia

“O evento é importante porque levou a rede de proteção ao conhecimento dos usuários dos serviços. Além disso, permitiu a interação entre os integrantes da Rede Unid@s e a comunidade, viabilizando um diagnóstico mais próximo da realidade sobre violência contra a mulher em Brazlândia.” Wilma Silva, gerente do Creas

“Gostei do evento porque facilitou o agendamento de exames, que vão ser feitos no posto de saúde do Incra 8.” Mércia Nocci de Souza, moradora do Incra 7

“Nota 10!” Jeane Queiroz Bento dos Santos, moradora de Brazlândia

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo